quinta-feira, 31 de maio de 2012

Toca a xadrezar...


I Campeonato Individual de Xadrez - Verão 2012


Escola São João de Deus

3 Torneios


dias 29 de Junho e 6 e 13 de Julho (das 14h às 17h30m)

Pode jogar-se uma ou mais tardes
Aberto a todas as crianças que estejam inscritas pelo menos uma semana no ATL
inscrições para xadrez@apeesjd.pt

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Interrupção Letiva de Verão


Caros pais e encarregados de educação,
As férias escolares do Verão estão a chegar e, tal como nos anos anteriores, a APEE organizou um Programa de Atividades de Verão 2012, que incluirá praia, piscina, passeios de dia inteiro, atividades desportivas e ateliers diversos. Haverá também um torneio de xadrez com três campeonatos, com medalhas e uma animada final. Vai ser um Verão em grande!
As atividades funcionarão entre as 8h30m e as 18h30, com propostas diversificadas e de escolha livre.
Relembramos que, de acordo com as normas de funcionamento do serviço de refeições do Agrupamento, todas as refeições deverão ser marcadas aquando da inscrição. Posteriormente, deverá ser feito o pagamento na loja escolar do Agrupamento. Tratando-se de interrupção letiva, o pagamento das refeições não poderá ser realizado com o cartão escolar e a falta do pagamento antecipado das refeições implicará o não fornecimento das mesmas.

Informamos que as inscrições estão abertas até ao dia 11 de junho nos serviços administrativos da APEE EB1 São João de Deus, entre as 17:30h e as 18:50h.
Enviamos em anexo a ficha de inscrição bem como diversos esclarecimentos adicionais ao programa de atividades.
Sugerimos e agradecemos que efetuem as inscrições o mais breve possível para que possamos evitar os "congestionamentos" de última hora.
Contamos com muito divertimento para as nossas crianças!
Cordiais cumprimentos.
Ana Romão
(Direção da APEE)

O programa das actividades pode ser consultado em 
https://docs.google.com/open?id=0B9sAKrvjYbHCR2FUei0za2xJM1U 

A carta com todas as informações está disponível em
https://docs.google.com/open?id=0B9sAKrvjYbHCdENTLW5wSWs1NE0




A ficha de inscrição está disponível em 
https://docs.google.com/open?id=0B9sAKrvjYbHCLXRuTWIzQnFtZXc

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Dia dos Museus


Hoje, 18 de Maio, é o Dia Mundial dos Museus. Amanhã, sábado, numerosos museus estarão abertos à noite. Que tal aproveitar o fim-de-semana para levarmos os nossos filhos a um museu? desde o Museu da Marinha à Gulbenkian, do Museu de Arte Antiga ao do Teatro, ao das Marionetas, ao fabuloso Museu dos Coches... a escolha é enorme, só na cidade de Lisboa.

Fica a ideia, sobretudo porque a chuva é capaz de aparecer e dentro do Museu está-se sempre bem. Se o tempo ficar bom, aconselha-se um almoço na cafetaria do Museu das Janelas Verdes, com uma linda vista para o Tejo.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

250 anos de sanduíches!


Hoje mundialmente conhecida, a sanduíche nasceu durante um simples jogo de cartas no século XVIII. E vai haver uma festa na cidade de Sandwich, no Reino Unido, onde se comemorarão os 250 anos da iguaria.
John Edward Montagu, conde de Sandwich, gostava tanto de jogar cartas que pediu ao seu servo que lhe trouxesse umas fatias de carne dentro de duas fatias de pão, para que pudesse comer enquanto jogava.
Rapidamente os seus conhecidos começaram a pedir "o mesmo que o Sandwich", fazendo nascer a célebre "sandwich" (sanduíche, sande ou sandes em português).
A cidade de Sandwich, no condado inglês de Kent, preparou uma festa para celebrar o aniversário da iguaria, nascida em 1762. O evento, que ocorreu este fim de semana, incluiu música ao vivo, típica do século XVIII, feiras gastronómicas, concursos e encenações do momento em que o conde inventou o famoso "snack".

terça-feira, 15 de maio de 2012

faz um, pagam todos? - à atenção dos professores


É assim que os nossos filhos descrevem a situação: "Faz um pagam todos" ou, noutra versão, "Paga um, pagam todos".

Quer isto dizer que, quando algo sucede na sala de aula ou no recreio, e caso o prevaricador não seja identificado ou o professor não esteja para perder tempo com esse processo de responsabilização, a turma toda fica de castigo ou tem uma nota pior, como acontece em algumas AECs.

Devo dizer que acho que, sendo a escola um espaço para formar cidadãos, qualquer injustiça, cometida por quem quer que seja, é revoltante e anti-pedagógica.

Que sistema preferimos: o que pode deixar um criminoso em liberdade ou o que pode colocar um inocente na cadeia? É disso que estamos a tratar. Os que nada fizeram (assisti recentemente a um caso em que um aluno que até tinha faltado por doença no dia em que supostamente algo tinha acontecido, ficou de castigo sem sequer saber porquê), sentir-se-ão injustiçados e com vontade de, então sim, também se portarem mal, dado que o resultado é o mesmo.

Compete aos professores e auxiliares resolverem as situações identificando quem prevaricou. Se não se conseguir provar, então paciência - poderão fazer um "discurso moralizador" e apelar ao próprio que se identifique, dado que "a verdade liberta", mas não aplicar castigos ou restrições a toda a turma.

A ideia de que isto convidaria os alunos a delatar os colegas que fizeram asneira é perversa, porque não compete às crianças serem "bufos" dos amigos e colegas, mas sim aos professores identificarem quem se porta mal. Adultos são adultos, crianças são crianças. Uma coísa é um aluno referir ao professor uma situação real com outro colega, outra é apontar a dedo quem fez isto ou aquilo. Delatar os colegas para "se safar" é estimular a falta de solidariedade e de amizade.

Uma escola no Porto criou recentemente patrulhas de alunos, com uma camisola a dizer PSP (sigla que, neste caso, tem a ver com o nome da escola), que andam pelo recreio a identificar quem se porta mal e os nomes desses, depois, são afixados num painel, na escola. Onde é que queremos chegar com tudo isto? A escola, repito, deve ser um polo de ensino de cidadania. Não acredito que estes métodos sirvam para isso, muito pelo contrário...

Mário Cordeiro

terça-feira, 8 de maio de 2012

No dia do exame...


Amanhã há provas de aferição. Aqui ficam alguns conselhos.

1.   Antes de mais organizar a cabeça. Acalmar-se. No momento do teste, ou do exame, gastar cinco minutos do total do tempo para se organizar.

2.   Quando receber o ponto contar devagar até dez. Demora apenas dez segundos mas é o suficiente para se acalmar. Até dez e devagar...

3.   Começar então a ler os enunciados das perguntas COM ATENÇÃO. Contar bem o número de perguntas a que se tem de responder. Isto é essencial para não ficar nenhuma esquecida, como tantas vezes acontece... ainda por cima aquela de que nos esquecemos é sempre a mais fácil ou a que sabíamos melhor...

4.   Ler novamente os enunciados e as eventuais instruçöes, e calcular o tempo. Por exemplo, se o exame demora duas horas e o número de perguntas é de 24, então terá 5 minutos por pergunta. Se por acaso algumas forem de resposta curta e outras de desenvolvimento, conte cada uma destas como três ou quatro vezes as de resposta curta.

5.   Toca a começar. É melhor seguir a ordem das perguntas. Baralhá-la é aumentar o risco de se esquecer de responder a algumas perguntas.

6.   Quando o tempo calculado para cada pergunta terminar, deixar espaço para acrescentar alguma coisa que falte e passar à pergunta seguinte. Não gastar demasiado tempo com cada pergunta porque o que interessa é dizer algo àcerca de cada uma.

7.   Ao responderem a cada uma delas:

·     reler o enunciado

·     organizar mentalmente a resposta

·     escrever algumas ideias-chave numa folha à parte. Isto ajuda a ver que, afinal, sempre sabem mais do que pensam.

1.   não escrever demais e, sobretudo, NÃO RESPONDER AO QUE NÃO É PEDIDO. Faz perder tempo e não se tem mais valores por causa disso. Não é por responder muito a uma pergunta que ela vale mais do que a cotação que tem. Além disso arrisca-se a escrever asneira e depois desconta...

2.   quando não sabe - e é pouco provável que não saibam mesmo nada - NÃO INVENTAR nem começar a falar de outras coisas que nada têm a ver com a pergunta em causa. Só irrita o professor porque parece que estão a enganá-lo.

3.   Escrever com boa caligrafia porque, se não, corre o risco de as respostas não se entenderem ou terem de ser quase soletradas, o que prejudica a valorização.

4.   Não perder tempo a copiar pelo vizinho. Para já não é certo que ele saiba mais. Depois o professor pode topar e descontar ou mesmo anular. Além disso faz-vos perder muito tempo, tempo esse que podem aproveitar melhor a expôr os VOSSOS conhecimentos.


Não esquecer a "regra dos 8 `C's":

1.   Calma
2.   Contar o número de perguntas
3.   Calcular e Controlar o tempo
4.   Cautela com os enunciados
5.   Construir a resposta mentalmente e com "ideias-chave" num papel à parte (sem perder muito tempo)
6.   Caligrafia boa
7.   Canetas e lápis em quantidade e que escrevam bem
8.   Confiança em si mesmo (sem excessos)


domingo, 6 de maio de 2012

um abraço a todas as Mães


Neste Dia que, mesmo que programado, não deixa de ser um grande dia e carregado de um enorme simbolismo, vai um grande abraço para todas as Mães. As que são e as que serão. Expresso neste magnífico quadro de Picasso.