quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

preocupante...


Um estudo realizado na Universidade de Boston concluíu que as vantagens das medidas anti-tabágicas, traduzidas numa grande diminuição do número de fumadores activos e passivos, e na quantidade de cigarros fumados por cada fumador, estão a ser completamente torpedeados pelo aumento da obesidade e do excesso de peso.

Não sou partidário do "higienismo" ou "sanitarismo" exacerbado, mas qualquer coisa vai mal "no reino da Dinamarca", se o descontrolo sobre os estilos de vida revela esta realidade. COnvém analisarmos o que se está a passar com a alimentalção das crianças, designadamente nas nossas casas.

Mário Cordeiro

sábado, 14 de novembro de 2009

vacinação das crianças para a Gripe A


Tendo o Ministério da Saúde decidido ampliar a vacinação contra a Gripe A (H1N1) às crianças a partir dos 6 meses, como estratégia de Saúde Pública para evitar a propagação do vírus, mas também para protecção dos mais vulneráveis, sou da opinião que os pais devem vacinar os seus filhos quanto antes, informado-se no centro de saúde da área de residência sobre o timing e horário adequado (que pode variar de centro para centro).

A vacina é segura e eficaz.

Mário Cordeiro

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

excesso de zelo ou de absurdo?



Em 1997, a situação dos parques infantis e espaços de jogo e de recreio era pior do que má, morrendo crianças e sendo internadas muitas por traumatismos~e ferimentos acidentais. Nessa altura, o governo decidiu, através do ministro José Sócrates, criar um grupo de trabalho para o efeito e tornar lei as decisões técnicas deste.
Em consequência, a segurança dos referidos espaços aumentou enormemente e os acidentes desceram muito.

Em Maio deste ano, o Governo procedeu à revisão da Lei, estabelecendo o encerramento dos parques que não cumprem a legislação e que teriam de pagar coimas: ao encerrarem, deixam de ter de o fazer. Em Oeiras, por exemplo, fecharam 80 parques, por "dá cá aquela palha", reduzindo enormemente as oportunidades para brincar em meio urbano. Mais: as crianças irão procurar outros locais, menos organizados, com eventual aumento de risco e de perigo.

O excesso de zelo leva ainda a coisas quase surrealistas, como a multa por "não ter informação quanto à lotação do parque" ser sete vezes superior à multa decorrente da "amputação de um dedo de uma criança num equipamento perigoso"!


Outro aspecto errado, é que o valor das coimas não reverte para a implementação da segurança nos parques ou para a formação de técnicos.

Mário Cordeiro

Enfim. Coisas do absurdo!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Ensino laico ou confessional?

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou a Itália por insisitir em colocar crucifixos nas salas de aula dos estabelecimentos do Ensino Público. O Vaticano reagiu - como sempre faz -, mas para mim a questão é pacífica: se o Ensino Público é laico, como é o caso em Portugal, não deverão estar, nas salas de aula, quaisquer elementos figurativos religiosos, salvo os que se encontrem em quadros ou outros elementos de decoração ou relativos à aprendizagem.

Mário Cordeiro

terça-feira, 27 de outubro de 2009

para ler, conhecer e aplicar

Vale a pena ler aqui a nova Lei do acompanhamento quando de hospitalização.

Mas não basta ler, é preciso EXIGIR o cumprimento integral desta legislação.





acima: Salvador Dali - "A criança doente"
em baixo: Eduard Munch - "A criança doente"

sexta-feira, 23 de outubro de 2009


Boa tarde,

(...) com o inicio das chuvas, já começaram a verificar-se os receios dos Pais e Vossos, foi-me contado pelos meus filhos que ontem à hora de almoço, transitaram de uma escola para a outra debaixo de chuva e sem qualquer protecção, permanecendo molhados após tal período. Ora parece-me que em definitivo terá de ser encontrada uma solução imediata, pois não poderemos aceitar mais protelamento. Sugere-se que se equacione a passagem entre as duas escolas por uma acesso mais directo e aparentemente mais curto ( esta sugestão veio do meu próprio filho, que se questiona e fica indignado com as situações a que estão sujeitos ).

Ao dispor e grata


Uma Mãe

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

É já amanhã!


Começa amanhã, dia 22, o Encontro do Plano Nacional de Leitura, na Fundação Gulbenkian.

A entrada é gratuita e o Programa pode ser consultado aqui.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Regime da Fruta Escolar


As escolas do 1.º ciclo vão começar a distribuir frutas e produtos hortícolas às crianças, ao abrigo da portaria 1242/2009 que aprova o Regime da Fruta Escolar e que visa contribuir para a promoção de hábitos de consumo de alimentos benéficos para a saúde.



O Diploma da União Europeia que suporta estas medidas pode ser consultado aqui.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

locais de excelência - 1

Ora aqui está uma informação muito interessante.

Pena é que o tempo vá piorar, mas há sempre uns dias bonitos para aproveitar.

domingo, 18 de outubro de 2009

estará tudo doido? - parte 2


O voo à deriva de um balão que alegadamente transportava uma criança de seis anos e que cativou na quinta-feira milhares de norte-americanos de Fort Collins, no Colorado, foi, afinal, um golpe publicitário da família.

TSF on-line


Comentários para quê? Espero que os "5 minutos de fama" se convertam em alguns meses de cadeia...

Pobre criança que tais progenitores tem!

sábado, 17 de outubro de 2009

podem dar um café forte aos vossos filhos!

O café (forte), tomado de manhã, ajuda o cérebro a filtrar os estímulos secundários e desnecessários, promovendo assim a atenção para estímulos mais importantes. Por outro lado, se pensarmos que os estudantes são hiper-estimulados, designadamente por estímulos artificiais, esta função de filtro vai ajudar o cérebro a não se encher de "lixo" que, principalmente durante o sono terá que triar e gerir.

Assim a criança poderá dormir melhor, em termos de qualidade de sono. Além de que, a cola ou o ice-tea também tem cafeína.

Assim, uma criança de 6 anos pode (e deve) beber um café de manhã, com ou sem leite, com ou sem açúcar. Só naõ deve se houver uma contra-indicação específica, o que é muito raro.

Enão se assustem, Pais e Professores: as crianças ficam mais calmas, e às seis da tarde já não há cafeína no organismo, e a criança dormirá bem... até melhor, porque o cérebro não terá demasiado "lixo" para separar e deitar fora. Incrível, não é?

Mário Cordeiro

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

A farsa dos rankings escolares

Os rankings escolares não querem dizer nada de nada. Limitam-se a ver quais as escolas onde mais alunos entraram na Universidade (ou, numa versão mais "pós-modernista", os "exames" do 4º ano). Mesmo que este critério valesse alguma coisa, seria logo errado porque podiam os alunos de uma determinada escola, por exemplo, ter entrado em faculdades onde se entra com médias baixas, e outra ter tido menos alunos na faculdade mas onde os alunos desejavam cursos que obrigam a notas elevadas.

Mas muito pior do que este erro, é o facto de se considerar, à partida, que o objectivo do Sistema Educativo e do ensino/aprendizagem é “entrar na faculdade”. É muito pobre. Porque se é só isso, então não precisa de haver escolas – cada um estudará em casa, isoladamente, ao seu ritmo. Para que, então um ensino obrigatório?
Por outro lado, compara-se o incomparável: é o mesmo que dizer que Lisboa é melhor do que São Mamede da Infesta porque tem mais gente. Não tem pés nem cabeça. As escolas não são melhores por terem alunos com melhores médias (até porque são juízes em causa própria, dado que forjam parte dessas médias através do método de classificação dos 10º, 11º e 12º anos).

São melhores as que permitem um ensino variado e inclusivo, onde os alunos progridem, se motivam e gostam de estar. E a realidade social do país é muito desequilibrada, plena de assimetrias e de desigualdades, nomeadamente quanto ao apoio que os alunos têm em casa, em livros e outros meios, em explicadores, acesso à internet, materiais, etc.

Finalmente, os rankings são muitas vezes uma “publicidade enganosa” para algumas escolas privadas manterem elevados níveis de propinas, ou para começarem (continuarem) a formar futuros dirigentes, administradores e decisores que pertencerão a determinados lobbies e classes de poder.

Mário Cordeiro

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

PNL - uma excelente iniciativa

O Plano Nacional de Leitura (PNL) foi lançado no dia 1 de Junho de 2006, por iniciativa dos Ministérios da Educação, da Cultura e dos Assuntos Parlamentares, e com o Alto Patrocínio do Presidente da República.

O PNL tem como objectivo central elevar os níveis de literacia dos portugueses e colocar o país a par dos parceiros europeus.

Mais de um milhão de crianças (do Pré escolar ao 2º Ciclo) foram abrangidas por actividades diárias de leitura orientada, numa dinâmica que chegou à dezena de milhar de estabelecimentos de ensino.

O PNL inlcui mais de seiscentos livrosm, devidamente identificados nas livrarias, com o envolvimento das escolas, editores, bibliotecas e outros locais onde a leitura deve ser promovida e acarinhada.


O PNL é muito bom! Infelizmente, como muitas coisas boas, não tem sido suficientemente debatido, já que temos a tendência para falar das coisas más. É de realçar o papel da Alta Comissária para o PNL, Isabel Alçada, na dinamização desta iniciativa. Discreta mas eficiente.

Aqui podem ler livros do PNL em formato digital.

domingo, 11 de outubro de 2009

estará tudo doido?

O padrasto de uma criança agrediu quinta-feira um menino de seis anos numa escola em Joane, levando à intervenção da GNR e à abertura de um inquérito por parte do agrupamento de escolas, disse hoje à Lusa fonte do processo.

"No final do dia, antes das crianças irem para casa, um adulto entrou no recreio e bateu num menino do primeiro ano", referiu a mãe de um aluno que assistiu à agressão.

Ao que tudo indica, dois rapazes, um de seis e outro com sete anos, colegas de turma, envolveram-se numa luta. O padrasto da criança de sete anos, perante a presença de professores, uma funcionária e diversos encarregados de educação, agrediu o rapaz de seis anos.

JN on-line

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

votar é um direito, mas também um dever

As eleições autárquicas são especialmen-
te importantes para a definição de políticas escolares.

A nossa Escola está directamente ligada à Câmara e à Freguesia, mas também indirectamente através dos arruamentos, espaços verdes, gestão de tráfego, segurança, etc.

Assim, é essencial votar. Participar. Não pode haver lugar, no domingo, para a indiferença ou para o comodismo.

Mário Cordeiro

terça-feira, 6 de outubro de 2009

eles aí estão...

Pois é... não há Escola que não passe por isto. Já sabem do que estamos a falar - "deles", esses insectos que, só o nome faz comichão na cabeça de qualquer mortal.

O piolho, ou pediculus capitis, é um insecto que povoa a cabeça de uma elevada percentagem das crianças portuguesas, de todos os estratos sociais. Enganam-se, pois, o que ainda pensam que "piolhos só nas barracas!".

Instalam-se no couro cabeludo,reproduzem-se através de ovos e multiplicam-se rapidamente. Passam de pessoa para pessoa ou, se quiserem, de cabelo para
cabelo, por contacto directo. Os cabelos limpos
e/ou curtos não constituem uma defesa contra os piolhos, ao contrário do que se pensa.

É difícil detectar um piolho vivo, porque estes insectos são ágeis e movem -se rapidamente. Se se extrair rapidamente um cabelo há por vezes a hipótese de os ver.
É mais fácil constatar a existência de lêndeas que são, nem mais nem menos, as cascas
dos ovos dos piolhos – de cor branco nacarado, brilhante, agarradas aos cabelos. Os ovos são postos ao nível do couro cabeludo e, como já se disse, quando a infestação é detectada já dura há muitas semanas. Os ovos, quando ainda têm o piolho lá dentro, são negros.

Se, ao investigar -se a cabeça da criança, não se descobrirem piolhos vivos e as
lêndeas estiverem a mais de 1 cm de distância do couro cabeludo, é sinal de que a criança já não está infestada.

A acção dos piolhos é tão nefasta que podem inclusivamente causar insucesso na
aprendizagem. Para além do mal-estar, como a criança passa a noite a coçar-se, dorme mal e vai para as aulas semi-adormecida. Quando a situação se mantém (e não se esqueçam de que as crianças já estão infestadas, em média, há quatro meses antes de se dar por isso), o rendimento baixa.

A melhor medida preventiva é não ter medo de falar do assunto nem considerar que ter piolhos é sinal de "porcaria". O maior amigo dos piolhos é o silêncio que se faz à sua roda. Em segundo lugar, a higiene (lavar a cabeça),mas sobretudo o pentear. O uso regulardo pente, sobretudo se o intervalo entre os dentes do pente for apertado (como os pentes de metal que existe, alguns dos quais dão choques eléctricos aos piolhos), permite "partir" as pernas dos insectos, fazendo com que estes percam o equilíbrio e caiam do cabelo, impedindo -os de se multiplicarem.

Quando se confirma a infestação, deve-se lavar a cabeça com uma das muitas loções que existem e que não só matam os piolhos já existentes como previnem
um pouco em relação a novas infestações. Convém não abusar destes produtos porque a maioria deles é irritante para a pele que, de si, já está inflamada em resultado das mordeduras dos piolhos e da acção da sua saliva e fezes nas feridas. Alguns deles podem ser tóxicos.

Mário Cordeiro

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Dia Internacional da Não-Violência

Hoje comemora-se o aniversário do nascimento de Gandhi.

Mohandas Karamchand Gandhi, o "Mahatma" (do sânscrito "A Grande Alma"), nasceu a 2 de Outubro de 1869.

Marcou uma nação, a Índia, por cuja independência lutou, e foi um dos grandes impulsionadores do Satyagraha, o princípio da não-agressão e a forma não-violenta de protesto como um meio de revolução, adoptado também por Luther King ou Mandela.

Numa altura em que o fenómeno do bullying tem uma expressão imusitada nas escolas, é bom relembrar que a não-violência - cujo Dia Internacional se comemora hoje -, é a forma mais civilizada e humanista de expressão, e também um objectivo urgente.

Podemos ser agressivos sem ser violentos - transformando a agressividade em energia criadora, luta honesta e respeito pelos outros e por nós próprios.

sábado, 26 de setembro de 2009

ir para ver, e ler para saber

De que estamos à espera? Uma oportunidade de ir a uma das zonas mais bonitas de Lisboa.

Só não lê quem não quer!

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

uma boa ideia: os "Padrinhos"

Porque nem tudo corre mal, fica aqui o elogio à ideia de os alunos recém-entrados na Escola terem um "Padrinho", um aluno mais velho que lhes dá apoio, que os sinaliza e a quem se podem dirigir quando têm problemas.

Recomendo que digam aos vossos filhos para se servirem desta figura, porque creio poderá diminuir os fenómenos de violência interpares (bullying), orientar os mais novos e incentivá-los a se inserirem no grupo de pertença.

Os meus filhos receberam um presente dos respectivos "Padrinhos", e ficaram muito felizes.

Parabéns a quem teve a iniciativa, e boa sorte para os "Padrinhos", na sua missão!

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Sou mais uma mãe que, desde o início do ano lectivo, me encontro plenamente identificada com esta situação. Não só porque “atravesso” este caos, diariamente, para ir buscar o meu filho que agora inicia a sua vida na “escolinha das letras e dos números” – como ele próprio denomina - devido a uma organização deficiente, recursos humanos escassos…, isto, claro está, do lado da escola, mas também devido à falta de organização dos próprios pais que (compreendo tão bem) imbuídos da sua ansiedade natural em ter os seus rebentos o mais cedo possível, dificultam seriamente qualquer processo de organização da saída e/ou entrada na escola. Daqui, assistirmos à prática corrente do “amontoado” de alguns pais em frente à porta que, para além de não conseguirem chegar aos seus filhos minam qualquer hipótese de outros pais (que, embora também ansiosos, até fazem um esforço por tornar o processo mais ameno) chegarem aos seus.

Assim, sou da opinião que qualquer melhoria a um processo instituído ou implementação de um novo processo, tem obrigatoriamente de passar pela obtenção do compromisso de todas as partes envolvidas. Por acreditar nisto, e por saber que através deste caminho geramos um futuro melhor, fica, desde já, o repto a todos os pais para fazermos um esforço adicional no sentido de, principalmente à saída da escola, nos organizarmos e, ordeiramente, esperarmos no passeio e apenas subirmos o patamar de entrada quando o(a) nosso(a) filho(a) estiver visível para ir buscá-lo(a). É uma pequena melhoria, mas que pode resultar.

À Associação de Pais, o meu muito obrigada por continuar a pressionar e a envolver as entidades necessárias para uma solução melhor.

Aos pais um obrigada antecipado pelo esforço que nos é requerido.

Alice Dinis
Mãe

sábado, 19 de setembro de 2009

saída da escola


Estimados Pais

A Direcção da Associação de Pais tem estado a acompanhar todo o processo de integração na NOVA escola. Como oportunamente já sublinhámos, há ainda muitas arestas que importa limar: relativas nomeadamente a organização, recursos humanos e acolhimento/segurança dos alunos, entre outras.

Relativamente às saídas, temos estado a sugerir aos pais que, sempre que possível, evitem ir buscar os filhos pelas 17.30h a hora do caos. Inscrevam os vossos filhos nas CAF, quanto mais não seja para poderem com confiança fazer uma gestão mais flexível das saídas. É bom para eles, pois estarão enquadrados por um adulto e, se for o caso (se ficarem mais um bocadinho), ainda podem exprimentar outras actividades que muito apreciam.

Paralelamente, estamos a estudar com a Escola e com a CML, soluções alternativas que permitam a concretização de alguma estabilidade.

Neste sentido, temos agendada uma reunião para a próxima segunda-feira, dia 21 de Setembro com a Vereadora da Educação e Juventude, Drª Rosalia Vargas. Esperamos trazer de lá algumas soluções de que vos daremos conta em momento oportuno.

Estamos abertos às vossas sugestões. Ideias e soluções precisam-se!

Rosário Mauritti
Presidente da Direcção

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

detectar os problemas e arranjar as soluções

Caros Pais e Encarregados de Educação

Todos nós vivemos hoje uma manhã algo atribulada, decorrente da dificuldade de organização inerente ao processo de transição para as novas instalações, havendo muitos aspectos a melhorar quanto às condições que nos são oferecidas no plano organizacional, da comunicação e do apoio em recursos humanos.

Pelos nossos filhos, pelo sem bem-estar e segurança não podemos ficar de braços cruzados aceitando pacificamente a confusão. Assim...



..., no confronto com este cenário, e procurando que o mesmo não se volte a repetir nos próximos dias, a Direcção da Associação (representada pela presidente e pelo vice-presidente) reuniu com a Coordenadora de escola, Profª Ascensão Rodrigues, e ficou determinado o seguinte:

1)a Escola assume já a contratação de duas tarefeiras que irão reforçar o apoio às entradas e saídas da escola e o acompanhamento do recreio;

2)a Associação contrata quatro funcionários para apoio ao refeitório e dois monitores de apoio ao recreio nas horas de almoço;

3)a hora de almoço será organizada em dois turnos: um primeiro envolvendo os alunos do 1.º e 2º ano (175 crianças) inicia às 12.00),com a lavagem das mãos, sob a supervisão dos professores de turma e de duas auxiliares; o segundo envolvendo os meninos do 3.º e 4º ano (200 crianças) começa às 12.30h e termina às 14.00h.

4)sobre o pagamento das refeições, todos nós iremos receber em casa informação escrita sobre local e horário de pagamento.

Aproveito para informar os pais que os almoços (no escalão C) têm um custo unitário de 1,46 euros e os lanches 0,56 cêntimos.

Por agora não está ainda garantido a distribuição de leite a meio da manhã. Assim sugiro que coloquem algum reforço seja para o lanche da manhã, seja para o lanche da tarde. Nesta matéria, sugiro ainda que facultem uma garrafa de água devidamente identificada (para evitar trocas de garrafas num contexto de pandemia de Gripe A) pois a escola não está equipada com bebedouros.

Como puderam observar, nas horas de maior calor não existem zonas de abrigo/sombra, recordo pois a necessidade de todas as crianças trazerem um chapéu.


Cordiais cumprimentos

Rosário Mauritti
Presidente da Direcção

Ano Novo, Escola Nova - participar é a palavra...

Neste novo ano lectivo 2009/2010, iniciamos uma nova etapa na vida da Escola, já em instalações renovadas e com potencial para criarmos uma NOVA escola.

Como tem sido desde sempre apanágio da nossa Associação, queremos manter com autonomia e sentido de responsabilidade, movidos acima de tudo pelo objectivo de melhoria das condições ambientais e educativas da nossa Escola, uma participação activa nos órgãos de administração e gestão do agrupamento, nomeadamente assegurando uma representação no Conselho Pedagógico (um elemento) e no Conselho Geral das Escolas do Agrupamento (dois elementos).

No nosso entendimento, é imperioso que a participação na gestão da vida escolar se traduza numa efectiva colaboração, mediante a qual as sugestões dos pais no sentido da resolução de problemas e do enriquecimento das actividades e dos projectos para este ano lectivo sejam efectivamente ponderadas, e alvo de negociação entre as partes.

Esta orientação da AP só tem concretização através do envolvimento e participação de todos. Queremos ouvir os Pais, e faze-los ouvir nas instâncias competentes.

A todos os Alunos, Professores, Monitores e Funcionários da nossa Escola desejamos um Ano Lectivo pleno de sucessos.


A Direcção da Associação de Pais

terça-feira, 15 de setembro de 2009

manuais escolares - é comprar!


Aqui, na Académica, a dois passos da Escola, podem adquirir-se os Manuais para todos os anos da escolaridade...


... sendo-se atendidos de forma simpática e afável...

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

começaram as aulas!



Um dia muito feliz para todas e todos os alunos, professores, pais, auxiliares, numa palavra, a toda a Comunidade Educativa.

Tentemos unir-nos no que nos une, antes de debatermos, inutilmente, aquilo que nos divide.

A São João de Deus vai ser uma das melhores escolas do 1º ciclo - depende de nós. Vamos esperar sentados? Ou a ver o "copo meio-vazio"?

As crianças voltarâo radiantes para casa, hoje - que tal apanhar uns raios de esperança que emanam dos seus sorrisos? É o que vou fazer dentro de umas horas!

Mário Cordeiro

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

back to the future!

A Comissão Administrativa Provisória (CAP) confirmou-nos hoje que as aulas para os alunos do 1º ano do 1º ciclo iniciar-se-ão na segunda-feira dia 14, sendo que para os restantes anos desse mesmo ciclo (2.º, 3.º e 4.º anos), o início das aulas será no dia 15 de Setembro (terça-feira).

Neste sentido, a Associação de Pais, acordou com a CAP alargar as Actividades de Apoio à Família, aos alunos previamente inscritos na interrupção lectiva de Setembro, ao dia 14 de Setembro entre as 8h30m e as 18h30m.

Caso pretendam usufruir desta faculdade, que terá um custo adicional de 2 euros, os pais deverão informar a Associação de Pais até sexta-feira, contactando para o efeito a D. Margarida ou a Dr. Cristina Torres.


Alípio Codinha

(Vice-Presidente)

terça-feira, 8 de setembro de 2009

esperando...

Hoje passei pela nossa Escola. Está bonita.
Algumas crianças estavam no ATL, divertidas e animadas.





Duas questões:
1. o recreio parece ter pouca sombra, atendendo ao movimento do Sol;

2. as escadas de descida para o recreio pareceram-me perigosas, e em algum conflito com o Decreto-Lei 379/97... ou será engano meu? Imagino dezenas de crianças a correr escadas abaixo, e as respectivas cabeças e pernas partidas... e fiquei com algumas dúvidas sobre o pavimento do recreio e as actividades que podem torná-lo numa superfície de impacto geradora de lesões.

A ver...

Mário Cordeiro

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

a Nossa Escola - 2


Como vem descrito no artº 3º do Regulamento Interno que enquadra o funcionamento das três escolas do agrupamento, a missão e os princípios orientadores que pautam a acção de toda a comunidade educativa que directa e indirectamente contribui para o funcionamento das actividade, visa acima de tudo:

a) promoção do sucesso escolar dos alunos, da equidade social e da qualidade do serviço público de educação prestado;
b) primado dos critérios de natureza pedagógica e científica sobre os critérios de natureza administrativa;
c) democraticidade e participação de todos os intervenientes no processo educativo; assegurando a representatividade nos órgãos de direcção, administração e gestão do Agrupamento;
(…)



Calendário escolar

Áreas disciplinares e não disciplinares {funcionamento entre as 8.30h e as 17.30h}

1.º Período Início Entre 10 e 15 de Setembro Termo 18 de Dezembro
2.º Período Início 4 de Janeiro Termo 26 de Março
3.º Período Início 12 de Abril Termo 18 de Junho.


Actividades desenvolvidas na escola no âmbito da Componente de apoio à família

- no período lectivo antes assinalado:
das 17.30 às 19.00, com possibilidade de prolongamento.

- Interrupções Lectivas {funcionamento das 8.30h às 18.30h}:

Setembro: entre o dia 1 e 11 de Setembro
Natal: entre 21 e 23 de Dezembro e 28 e 30 de Dezembro.
Páscoa: entre 29 de Março e 9 de Abril
Verão: entre 21 de Junho e 31 de Julho.


Outras informações
Na nossa Escola, as aulas têm início à 9.00 da manhã, depois de um espaço de recreio onde as crianças tiveram oportunidade de actualizar conversas e trocar brincadeiras.

É muito importante que mal soe o toque da manhã, todos se coloquem alinhados junto à porta da sala, aguardando a entrada do/a Professor/a.

Pais: façam um esforço para garantir que os vossos filhos se apresentam na Escola antes de tocar a campainha: o atraso de uma criança não perturba apenas o próprio, como todo o agrupamento de alunos da sua turma.

De acordo com o projecto proposto pela Associação de Pais para organização das Actividades de Enriquecimento Curricular {AEC} serão implementadas no horários das 15.30h às 17.30h. Incluem-se aqui a iniciação ao Inglês, o Desporto e Educação Física, e a Música e Expressões, acrescidos do Apoio ao Estudo que é assegurado pelo/a Professor/a de turma.

Brevemente iremos dar conta aos dos conteúdos programáticos e estrutura organizativa que enquadra o funcionamento destas actividades, bem como das que são implementadas no âmbito das CAF.

Mantenham-se atentos! E colaborem no Blogue!

Rosário Mauritti

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Atenção, Pais - ATL nos primeiros dias de Setembro

Para os Pais que ainda não procederam à inscrição no ATL nos primeiros dias de Setembro, e pretendem beneficiar do ATL em referência, sublinhamos a necessidade de o fazerem o mais breve possível, pois precisamos de informar com a maior urgência os serviços de refeitório sobre o número de crianças que irão estar na escola.

A DIRECÇÃO

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Queres vir trabalhar na Nossa Escola?

Procuramos pessoas criativas para formar um corpo dinâmico de professores para as Actividades Extra Curriculares.

Se as tuas habilitações correspondem ao previsto no Despacho n.º 14460/2008 do Ministério da Educação, envia o teu C.V. para apee.lisboa@gmail.com, se não correspondem...... Encaminha esta oferta para os teus AMIGOS que possam estar interessados.


Obrigado!!!

Alípio Codinha

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

a Nossa Escola - 1

Vamos dar conta, em várias Entradas para não vos cansar, de alguns aspectos relativos ao funcionamento da NOSSA Escola


A Nossa Escola está integrada no Agrupa-
mento Vertical de Escolas Dona Filipa de Lencastre, que no presente ano lectivo 2009/2010, reúne três pólos escolares:

- Jardim de Infância António José de Almeida
- Escola Básica do 1.º Ciclo São João de Deus
- Escola Secundária/2+3 Dona Filipa de Lencastre.

Este ano a NOSSA escola vai acolher cerca de 370 alunos, distribuídos por 15 turmas.

A coordenadora de escola (sem turma atribuída) é a professora Ascensão Rodrigues. A coordenadora do Departamento do 1.º ciclo e representante dos professores no Conselho pedagógico é a professora Manuela Barbosa (também sem turma atribuída).

Todos os alunos com necessidades educativas especiais têm um acompanhamento reforçado por professores da Educação Especial.

Para lá destas situações, qualquer criança que num dado momento manifeste dificuldades de aprendizagem numa das áreas disciplinares, pode ser envolvida, com consentimento dos pais, num plano de recuperação personalizado, trabalhado pelo professor titular da turma com o objectivo de apoiar a recuperação de aprendizagens para um nível semelhante aos dos seus colegas de turma.

A escola conta nos seus quadros apenas com quatro funcionários. auxiliares de acção educativa Uma situação que nos preocupa e que queremos ver alterada, pois é manifestamente insuficiente para acompanhamento adequado do conjunto de alunos.

domingo, 2 de agosto de 2009

tempo de férias


Maria Eva - Perfect day at beach

Chegou Agosto - mês de férias, ou de preparação para o próximo ano lectivo.
As férias devem ser um intervalo em que se interrompam os ritmos e as pequenas "ditaduras" do dia-a-dia. É bom que, para crianças e adultos, as férias não sejam uma repetição da rotina, porque é essa mudança que faz descansar e que permite fazer a síntese do ano que passou, além de experimentar sensações diferentes e estados de alma novos. Deixem-nas, pois, descansar, dormir, mudar de ritmos, torpedear algumas rotinas.


As férias devem ser também um espaço descontraído, que podemos aproveitar para estar com os nossos filhos e conhecê-los melhor (e vice-versa) - não andamos sempre a queixarmo-nos de não ter tempo para eles - e, conforme as idades, variar as actividades para não ficar só pregado à praia ou à piscina: leitura, descanso, visitas culturais (mesmo que seja uma "seca" - depois eles gostam), brincadeira, quebra de ritmos (deitar mais tarde, facilitar refeições) e sacrificar algumas coisas em prol das crianças.

Hans Paus - Long Beach


E se é bom as férias serem passadas com os pais, é importante haver, quando possível, um período de férias “sozinhos” (por exemplo, em colónias) ou com os avós ou outros familiares. Gera descanso para todoos, os filhos sentem-se bem e os pais também precisam de momentos para "regar" a sua relação conjugal e não apenas viver a relação parental. Muitos pais boicotam a autonomia dos filhos, e gera-se um círculo vicioso um bocado claustrofóbico...

As amas ou babysitters podem ajudar, especialmente com muitas crianças e de pouca idade, mas não devem substituir a interacção com os pais, especialmente naquilo que eles não fazem durante o ano ou fazem menos, como brincar, passear, mostrar coisas, estar disponível, ter tempo sem o relógio a mandar na vida da família.

Sally Caldwell-Fisher - Beach



Tempo de férias deve ser tempo de corte com o estilo de vida dos outros onze meses. E é para redimensionar as relações parentais, filiais, de amizade, sociais, de forma a complementar o Eu que somos, e que necessita de ver as diversas facetas da vida relacional.


Mário Cordeiro

sexta-feira, 31 de julho de 2009

sugestão para o fim de semana


Que tal, neste fim de semana, arranjarmos algo de diferente para fazer com os nossos filhos? Ir a um museu, dar um passeio, ir à praia, mas depois reservar tempo para ter uma "reunião de trabalho" em casa, em que cada um complemente a informação sobre o tema, em várias fontes: internet, histórias antigas, opinião dos avós, recortes de jornais, observação em casa, ideias sobre o assunto, etc. - e que o resumo seja ilustrado, escrito, transformando toda essa reflexão em memória escrita.

Não demora muito, dá gozo a todos e fica algo de palpável para adultos e crianças. E ajuda a ultrapassar o mito de que "~unca temos tempo para eles".

Mário Cordeiro

quinta-feira, 30 de julho de 2009

aventura antes da "tortura"? Não...

Não, porque as aulas NÃO são uma tortura, pelo menos na nossa Escola. São, etlas também, espaços de aventura e de conquista.

Mas o que é verdade é que haverá, no fim-de-semana antes do início das aulas, uma iniciativa designada por "Aventura no camping", um projecto ainda em formulação mas que pretende dinamizar um fim-de-semana diferente no Parque de Campismo de Monsanto (Lisboa).



Estão a desenhar-se actividades para dois dias (11 e 12 de Setembro, sexta e sábado) com dormida incluída. O trabalho de monitorização e acompanhamento das crianças será assegurado pelos pais/voluntários (estes não pagarão nem a sua dormida, nem refeições). Pretendemos 1 pai/EE por cada 6 a 8 crianças.

Em termos logísticos estamos a pensar organizar um piquenique no primeiro dia e grelhados na noite e almoço do 2.º dia, com o apoio de uma cozinheira contratada para o efeito.

Começar sem tropeçar. E com alegria e vontade de ir sempre além.

Contem connosco!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

quem ajuda a "carregar o piano"?

Caros Pais

Temos de deixar a escola na sexta feira, já com tudo empacotado para transferir para as novas instalações. Em desespero de causa venho solicitar o apoio de cada um para nos ajudar nesta empreitada - trata-se de empacotar em caixotes todo o espólio de 20 anos de actividade da nossa Associação.

Além dos materiais que temos na arrecadação há ainda outros espalhados pela escola, nomeadamente bolas, raquetes, jogos... de apoio a recreio e às actividades de desporto e expressão corporal, que nesta fase estão guardados nuns armários no refeitório; há ainda os toldos (que não sabemos como recuperar) e enfim...

A Parque escolar irá assegurar o transporte para as novas instalações seja de armários, seja de material embalado. Tudo o resto tem um destino que não desejamos: o lixo.

Esta tarde, a partir da 16h (até à hora que for...), o Luís Fonseca, da Direcção da Associação, estará presente para orientar e também ele trabalhar com quem se apresentar voluntariamente. Amanhã e sexta estarei eu e e a Ana Romão a partir das 18h.

Desde já agradeço em nome da Direcção o apoio que nos possam dar.

Contamos com todos e com cada um

Cordiais cumprimentos

Rosário Mauritti
Presidente da Direcção

lavar bem as mãos...

A propósito do surto de Gripe A, veio novamente à baila a questão da lavagem das mãos. Ainda bem, porque continua a ser uma das melhores medidas preventivas para as doenças infecciosas. Já dizia, aliás, João de Deus: "melhor será gastar com o aguadeiro, o que se gasta com o curandeiro!".

Um estudo realizado na Faculdade de Ciências Médicas, designado por "Operação Mãos Limpas", constatou que uma em cada cinco pessoas não lava as mãos depois de utilizar a casa-de-banho. Mas cerca de metade dos que afirmavam fazê-lo, não lavavam as mãos correctamente. Os resultados do estudo levaram-nos a concluir ser de extrema importância ensinar às pessoas como e porquê proceder à lavagem das mãos, dado o risco de transmissão de gripe, infecções respiratórias e gastroenterites, entre outras.

No entanto, lavar bem as mãos não é tão simples como pode parecer. Há que usar água e sabão, e ensaboar bem as mãos, incluindo todas as faces dos dedos (o polegar fica muitas vezes esquecido) e a parte junto às unhas, durante pelo menos vinte segundos. Depois, há que tirar bem o sabão, em água corrente, e não voltar a tocar em objectos contaminados. Quando tal não for possível, podem ser usados toalhetes descartáveis, soluções e gel de base alcoólica, dos que se adquirem nas farmácias e nos supermercados. Se se utilizar um gel, devem-se esfregar as mãos até secarem, e não usar água.

CONSULTEM O SITE DA DGS. Só não se informa quem não quer!

apoio aos Pais nas primeiras semanas de Setembro


À semelhança dos anos anteriores, a APEE está a organizar um programa para acolhimento das crianças nas semanas antes do reinício do ano lectivo.

Nestes dias as Actividades funcionarão entre as 8h30m e as 18h30, com possibilidade de prolongamentos semanais adicionais até às 19h.

O valor, nos termos do protocolo celebrado com a CML, implicará o pagamento adicional de cerca de 18 euros, independentemente do número de dias. A este valor serão acrescidos 3,5€ para uma saída (ida ao cinema).

Rosário Mauritti
Presidente da Direcção

terça-feira, 28 de julho de 2009

compra de manuais escolares

Informa-se os pais que podem fazer a encomenda dos manuais escolares na papelaria junto à Escola, a "Livraria Nova Académica D. Filipa".

A Livraria funciona normalmente entre as 10.00 e as 17.00; a partir do dia 1 Setembro (eventualmente antes)num horário alargado das 9.00 às 19.00 (sem encerrar na hora de almoço). Está ao Balcão a Senhora D. Maria Beatriz e o telefone é o 218 400 025.

No acto de encomenda os pais devem pagar um sinal de 10€ que será descontado quando todos os livros forem levantados. O preço total dos livros para o 1.º ciclo será de pouco mais de 30 euros, incluindo cadernos de exercícios.

Atenção: não há Multibanco.

Como refere um dos nossos associados, que nos fez gentilmente o pedido de divulgação desta possibilidade: "Pela simpatia da dona e pelo facto de ter investido na aquisição dos manuais para entrega imediata, achei que é merecedora de divulgação e publicidade a todos encarregados de educação.Se alguns de nós comprarem lá os manuais será um justo prémio e uma aposta na continuidade do comércio local junto da Escola, que bem precisa de movimento e iniciativas deste género".

A Direcção da APEE